28 de jun de 2017

Igual idosos...



Ah como foi bom sorrir ao te ver naquela cadeira de balanço, ver sua insegurança, sua instabilidade, suas emoções confundindo-se em meio a risos e palavras, seu olhar envergonhado e totalmente estagnado me olhando te admirar.

Foi lindo e mágico e diferente e surpreendente e infantil da minha parte, mas nunca imaginei que seria assim o nosso primeiro encontro, como dois idosos sentados no quintal conversando sobre inutilidades numa cadeira de balanço.

E por mais que eu queira que seja assim nosso futuro, não posso deixar de levar em conta que por você seriamos dois idosos um pro outro, pra cuidar, pra estar perto, pra amar mesmo com todas as nossas diferenças. Seríamos velhos ranzinzas e chatos e ciumentos e felizes com nossos filhos, lembrando das coisas engraçadas e contando aos nossos netos.

Ah, eu não me esqueço de como te olhava sentado naquela cadeira de balanço... como dois idosos no quintal olhando sem enxergar nada ao redor, mas vendo nosso futuro.


22 de jun de 2017

Amor I lov u...



Te encontrar num mundo onde há tantos desencontros foi como ser contemplada com meu porto seguro, foi como ter cada caquinho juntado, colado ou remendado com carinho e atenção e uma dose extra de ânimo.

Cada palavra, cada incentivo, cada coisa que passamos longe e juntos, perto dos olhos, mas distante o bastante para me fazer sentir cada vez mais ligada à você, me faz querer a cada dia mais te abraçar e sentir que nunca deixaremos de ser um.

Tem coisas na vida que são inexplicáveis, assim como te conhecer.
Não sei como e nem porque, mas aquele simples "eu gostei de você", foi pra mim o início de algo que nunca pensei que pudesse acontecer.
Hoje faz só um mês, parece mais que faz um ano, e eu me sinto segura, faço planos. Não nego em todo momento que te quero do meu lado e a distância é nosso tormento.
É como poder ir e saber que há um abraço me esperando quando voltar, é como dizer que depois que te conheci, aprendi o que é verdadeiramente amar.
Porque o amor de verdade só acontece quando a gente não espera por ele...
Só quem pode dizer eu te amo é quem já perdoou, quem já desculpou, quem já se machucou e superou, mas principalmente quem se permitiu mudar pra um sorrisinho do outro arrancar.
Não acredito no tipo de amor que nunca discute, que só releva, porque quanto mais se guarda essas coisas, mais se afasta.
É bom poder ligar e resolver, poder falar e entender, poder enxergar o ponto de vista e saber que só reconhecendo que não somos perfeitos, que suportamos do outro as falhas e defeitos, é que contudo podemos dizer: Te amo, do jeitinho que você é!


12 de jun de 2017

Dia dos Namorados



Daí, eu escrevi pra ele:

Nesses poucos dias que temos conversado, eu tenho me perguntado a cada dia: "O que está acontecendo comigo?"
Porque você tenta extrair de mim o melhor que posso ser e tenta me proteger e cuidar e mesmo sem querer demonstrar, ou até demonstrando do seu jeito meio "desinteressado" no fundo combina com meu jeito grosso e meio malvado.
As coisas estão mudando nesses últimos dias, nem sei explicar como, só sei que estou gostando.
Descobrir o q te faz bem e querer fazer parte disso, me faz acreditar que eu te incluí nesse meu mundo cheio de defesa, cheio de defeitos, cheio de mim mesma, só pra dividir parte de mim e te dar o que te faz bem.

E ele por insistir que não é bom com as palavras, me mandou uma música, linda, romântica e especial, grifando uma parte da letra que diz: 'Eu pedi pra Deus um anjo e Ele me mandou você!"

Agora me pego tal qual uma adolescente idiota, toda apaixonadinha, com os pés fora do chão e a cabeça voando alto nas nuvens porque o que mais nos inspira é ter um amor para nos manter com a chama acesa, para nos manter com o coração palpitando forte e querendo sempre mais, até ser embriagado inteiro de intensidade, desejo e gostinho de quero mais!


7 de jun de 2017

Os versos que eu fiz...



Eu fiz versos e bordei palavras no ar, troquei as cores e as coisas de lugar, tá tudo revirando e acho que vou cair... I say save me, call my name and save me from the dark, so you, you came back to me at the right time.

Não sei se adiantou tudo isso, não sei se consegui manter os pés no chão, porque todas as vezes que me sinto pintar as cores que não fazem parte da minha vida de preto. branco e cinza, sei que estou longe demais do que me mantém firme e perto demais de ser eu mesma.

Mas sempre que sou eu mesma, acabo por meter os pés pelas mãos, fujo da minha própria realidade pra conhecer o desconhecido de mim.

Eu te fiz versos e gastei em canções, te fiz sorrir um sorriso de luz pra iluminar meu dia e você me retribuiu em carícias exageradas de palavras sobre meu eu que só você conhece, sobre um ser que você despertou de dentro de mim.

Os dias que passam devagar dizem que apesar de longe, a cada dia a distância diminui porque o tempo de te ver também diminui. Ansiosa espero esse tempo até estarmos prontos para transbordar...


3 de jun de 2017

Princesinha...



Faz dez anos que você chegou e iluminou minha vida, me fez entender que eu precisava me manter firme pra te sustentar e te ensinar e te cuidar. E em cada um desses dias, não houve um em que eu quisesse me manter longe porque o seu amor me fortalece.

Lembro-me com emoção da sua primeira palavra: "Titia", olhando e sorrindo pra mim, com a boca e com os olhos que mais pareciam duas jabuticabas brilhantes querendo me enfeitiçar de amor. Sua mãe não gostou nada, mas não tenho culpa de ter a sobrinha e afilhada mais linda, amorosa e apegada que qualquer um podia ter.

Sinto falta de você desenhando seus caminhos, suas baleias, suas menininhas de xuxinha e cabelo arrepiado. Hoje seus desenhos tem estilo, tem verdade e tem a mesma paixão com que você desenhava suas flores e formigas.

Hoje você cresceu, tem ciúme de mim, tem apreço por mim e ninguém nega que tem em si um pedaço do meu eu. Lê suas histórias, lê seus livros e lê minha expressão como ninguém, sabe exatamente o que eu preciso e quando eu preciso... me traz seu abraço, seu beijo e seu cheiro cheio de doçura, carinho e simplicidade.

Nem todas as palavras do mundo podem descrever o amor que sinto por você minha eterna princesinha, nem todos os versos seriam o bastante para te descrever porque te descrever em versos é o mesmo que limitar sua preciosidade pra mim, tal qual se limitam as coisas, mas não meu amor que é infinitamente maior que o infinito.

Parabéns pelo seu dia, parabéns por ser quem é, obrigado por existir!


25 de mai de 2017

Só faz uma semana...



Daí eu conheci alguém, que preferiu deixar alguém pra ficar com outro alguém que de repente era eu!
Tá confuso isso? Não consigo nem explicar...

Eu digo que o passado sempre volta e faz morada, novamente me decepcionou de tal forma que não sei se consigo superar. Disse com todas as letras que era melhor colocar um ponto final em tudo porque já não sei se estou cansada de viver tudo isso de novo ou quero viver tudo isso de novo só por estar acostumada a não ter.

Foi estranho, foi difícil, mas descobri o que eu não quero pra minha vida, sempre digo que é mais importante ter certeza do que não quero do que saber o que quero.
Chorei, sofri, te procurei algumas vezes, mas de repente alguém diferente chegou e foi tomando o espaço, falando tudo o que eu sempre gostei de escutar.

Um momento tenso, desencontros, desapegos, desvantagens, um corte, uma dor, uma agulha e Euenstein estava quase pronta na mesa de cirurgia, onde não apenas fiz reparos em mim, mas permiti que trocassem tudo por dentro também.

Me vi iludida mesmo que sem querer por alguém que chegou e devagar foi tomando espaço "despacito", que foi me conquistando com brincadeiras cheias de verdade, pelo menos era o que parecia pra mim.

Uma semana, sim, apenas uma e esqueci de tentar esquecer porque não preciso mais tentar. Não posso negar que ainda mexeu comigo hoje quando tentou se aproximar, mas não cheguei a ter uma recaída, afinal, por mais que ainda não seja real, eu não preciso mais tentar te esquecer...

Uma semana foi suficiente pra eu deixar de te querer.

17 de mai de 2017

Estranho jeito de amar



Sei que estranhamente nada sei!

Não sei porque presto tanta atenção em coisas insignificantes e amo surpresas inesperadas, faço de tudo para agradar, mas sem querer ou sem motivo aparente ataco as pessoas que amo, fazendo com que elas se afastem de mim por tempo indeterminado.
Se eu te ataquei, me perdoa... devo te amar.

E esse estranho jeito me coloca em muitas ciladas.
As vezes minto pra razão, outras vezes para o coração e assim vou levando a vida aos trancos e barrancos, sendo atordoada por minhas idéias cheias de ideais nada lógicos e racionais, sou um poço de surpresas, como diz a música dos Raimundos "complicada e perfeitinha..."

Não que eu seja perfeita em toda a minha imperfeição, mas também não sou tão complicada na descomplicação que vivo, cheia de regras, cheia de linhas tênues que eu mesma acabo quase caindo da separação que há entre elas.

Uma vez, um amigo me disse que eu tenho uma regra até para não ter regras e que eu sou metódica demais, já ouvi tanta gente falando coisas a meu respeito que não sei se ainda me importo com a quantidade de rótulos que recebo.

O fato é que em todo tempo,  estranhamente.
E sou grossa com quem amo, não sei fazer as coisas com jeitinho. Fico brava com pouco e feliz com menos ainda. Não tenho medo de ir até o fim, mas morro de medo do fim e pra não me magoar, acabo agindo com esse estranho jeito de amar, que nem sempre adianta, mas me mantém de pé!