14 de out de 2012

O dia em que eu queria voar...

Eu tinha dois ou três anos, quatro talvez, não sei dizer ao certo. eu era muito criança, mas mesmo tão pequena, lembro que eu amava o Super Man e meu sonho era um dia voar como ele, ou ser salva e carregada por ele como acontecia sempre com a Louis Lane Jornalista do Planeta Diário.
E todos os dias eu esperava o desenho na televisão, e ficava maravilhada com a força que o Clark Kent parecia ter, que sonho! E que vida era aquela que não me permitia entrar na TV para estar ao lado do meu super-herói favorito?
Teve um dia que eu coloquei uma fralda amarrada ao pescoço e fui para o beiral da casa em que eu morava, tinha uns 5 metros de altura, e eu, tão pequena feito uma minhoca que vai ser engolida por um peixe... na verdade, a altura iria me engolir.
Lembro que eu estava de braços abertos, sentindo o vento no rosto. Sim, eu queria voar. Naquela hora, eu queria ser a Mulher Maravilha, ela também voava e quem sabe poderia conquistar o Clark o ajudando a salvar o mundo, um mundo que poderia estar apenas no começo do fim caso eu pulasse daquele beiral.
Eu ameacei, tentei, mas lá embaixo estava minha tia e minha avó com as mãos estendidas para me pegar caso eu pulasse. Próximo a mim, no meu lado direito, estava minha mãe, ela não conseguia passar pela grade de ferro, pois o tamanho não deixava. Então ela tentava me fazer voltar oferecendo biscoito sem recheio. Qualquer criança que se preze, nunca iria se deixar comprar por um biscoito sem recheio. Eu não atendi.
Continuei na fantasia de voar e quando estava prestes a pular, ela, a intrusa de sonhos, minha mãe conseguiu me agarrar forte num momento de descuido, e nesse dia eu não voei!
Acho que foi daí que veio minha paixão pelo jornalismo, e não depois de grande como eu sempre digo que foi. 
Peraí, estou me lembrando, só pode ter sido. Sim, eu sempre quis estar no lugar dela, e foi por isso que ingressei na faculdade de jornalismo... eu na verdade sempre quis ser a Louis, queria ser salva pelo meu Super Man!