25 de mai de 2017

Só faz uma semana...



Daí eu conheci alguém, que preferiu deixar alguém pra ficar com outro alguém que de repente era eu!
Tá confuso isso? Não consigo nem explicar...

Eu digo que o passado sempre volta e faz morada, novamente me decepcionou de tal forma que não sei se consigo superar. Disse com todas as letras que era melhor colocar um ponto final em tudo porque já não sei se estou cansada de viver tudo isso de novo ou quero viver tudo isso de novo só por estar acostumada a não ter.

Foi estranho, foi difícil, mas descobri o que eu não quero pra minha vida, sempre digo que é mais importante ter certeza do que não quero do que saber o que quero.
Chorei, sofri, te procurei algumas vezes, mas de repente alguém diferente chegou e foi tomando o espaço, falando tudo o que eu sempre gostei de escutar.

Um momento tenso, desencontros, desapegos, desvantagens, um corte, uma dor, uma agulha e Euenstein estava quase pronta na mesa de cirurgia, onde não apenas fiz reparos em mim, mas permiti que trocassem tudo por dentro também.

Me vi iludida mesmo que sem querer por alguém que chegou e devagar foi tomando espaço "despacito", que foi me conquistando com brincadeiras cheias de verdade, pelo menos era o que parecia pra mim.

Uma semana, sim, apenas uma e esqueci de tentar esquecer porque não preciso mais tentar. Não posso negar que ainda mexeu comigo hoje quando tentou se aproximar, mas não cheguei a ter uma recaída, afinal, por mais que ainda não seja real, eu não preciso mais tentar te esquecer...

Uma semana foi suficiente pra eu deixar de te querer.

Nenhum comentário: