5 de ago de 2017

E num dia qualquer



Volto do banho, descabelada, cantarolando e pensando na vida e em como ela tem sido boa nos últimos dois meses e meio, fazendo planos para um futuro que pensei que não teria e me deparo com essas palavras:

***"Quando te conheci, pra mim era só uma mina qualquer, não fazia a mínima diferença pra mim, ia até te iludir por você ter concordado que "mina nenhuma gosta de cara convencido e que eu era convencido", queria brincar com você e ver você se ferrando por falar aquilo... Mas nem tudo é como planejamos, a gente não escolhe de quem vai gostar... E logo fui me apaixonando pelo seu jeito de menina, mas cabeça de mulher, seu jeito grossa mas, que comigo era diferente, seu jeito de interessada e ciumenta (já te falei q amo seu lado ciumenta ?) você queria sempre estar comigo e cuidar de mim... Hoje não consigo imaginar minha vida sem vc... TE AMO MEU AMOR"***

Só consigo ler e re-ler e ler novamente e imaginar como seria se você não tivesse aparecido na minha vida daquele jeito tão desinteressado e ao mesmo tempo tão apaixonante e tentando me proteger de tudo, até de mim mesma.

Hoje eu posso dizer que encontrei tudo o que preciso, tudo o que quero pra toda uma vida, que encontrei alguém que me faz feliz e pra quem eu posso dedicar todo o meu amor, carinho, afeto, fidelidade e cumplicidade. Um amigo, um anjo, um homem que é destemido quando se trata de me proteger e cuidar de mim...

Já falei que eu existo em dois tempos, antes e depois de te conhecer. Se antes não tinha certeza de nada, hoje posso dizer que encontrei um sentido para a vida porque você não me deu apenas motivos para continuar vivendo, mas para gostar de viver.

E num dia qualquer, quando eu não acreditava mais que poderia encontrar a felicidade você chegou e me mostrou que eu posso seguir adiante, sem medo, que basta apenas segurar na sua mão e deixar o resto de lado porque onde quer que você me leve, é lá que estará o motivo da minha felicidade.
TE AMO MEU AMOR.

23 de jul de 2017

"Com você sou mais forte"


Lembro-me de todas as vezes que chorei por achar que as minhas esperanças já se haviam esgotado e quando eu menos esperava, quando eu já havia decidido deixar tudo de lado, conheci alguém que me fez mudar o meu pensamento sobre mim mesma.

E ele me faz tão bem que o único desejo que tenho é de fazer o mesmo por ele!

Não sei porque choro enquanto escrevo. Talvez pela distância, talvez por saber que estou inteira ou talvez por achar que nunca me sentiria assim. O fato é que nunca me senti tão feliz e tenho plena convicção de que ele me fez esquecer todas as minhas próprias regras cheias de detalhes e falsas expectativas de perfeição.

Com ele descobri que para ser perfeita para  mundo, para ser linda para o mundo, para ser amada pelo mundo, basta entender que eu não preciso ter as outras pessoas no meu mundo, basta ter quem me conhece de verdade e mesmo assim me ama do jeito que sou, basta que ele seja parte do meu pequeno mundo.

Quanto mais me sinto presa pelo amor, mais me sinto livre... quanto mais livre, mais desejo ser presa. "Não me prenda ou me perde, se me prende, me têm inteira".

Porque quando estou com ele eu não me importo com o que acontece lá fora, eu esqueço de todas as coisas esqueço até do tempo. Eu esqueço de tudo que me faz mal mesmo que tenha acabado de acontecer porque ele sempre consegue me arrancar um sorriso sincero, sempre consegue extrair de mim aquilo que me incomoda e me faz enxergar o quão bom é estar ao seu lado.

Sinto que meu coração voltou a bater, sinto que minha vida ganhou um sentido de novo, sinto que já não sou refém dos meus medos e das minhas dores, sinto que de uma vez por todas eu encontrei o verdadeiro sentido de ser eu mesma.

Nunca pensei que encontraria alguém que me fizesse ser tão eu mesma, ser tão completa, ser tão forte e tão frágil ao mesmo tempo e em tão pouco tempo, "com você sou mais forte" e essa agora é quem sou, a mesma que eu tentei deixar de ser, a mesma que endureceu no inverno que instalou em si mesma, mas voltou a ser primavera em pleno outono, voltou a florescer no frio que havia quando o conheceu.


15 de jul de 2017

Mesmo sem entender...


Mesmo sem entender eu continuo tentando e tentando e fazendo de tudo pra dar certo... Já abandonei o mundo, já abandonei tudo pra ser parte de um eu que não sei quem, só sei que me faz bem e quero continuar a caminhar assim.

Descobri que não preciso entender...

Joguei todos os manuais que conhecia sobre a vida e sobre os relacionamentos e sobre as pessoas, com eles foram para o lixo as preocupações, as encanações, as dúvidas e as certezas que nunca tive. 

Me agarrei no balão da esperança e comecei a ver o mundo de longe, de cima, de qualquer parte que me mantenha longe de ser alvo fácil já que sou sensível demais para me permitir ser atingida pelo desgosto.

Por muito tempo estive longe. Perdi a parte que mais me fazia bem e ela me deixou sem querer me deixar, sem saber que não estaria mais ao meu lado pra me manter viva e de pé e firme. Desde então eu estava apenas sobrevivendo, já que não havia motivos pra viver.

Morrer é uma piada mal contada que me contei inúmeras vezes desde que a perdi. Me culpei, achei que poderia ter feito mais, achei que pudesse te trazer de volta, mas percebi que só me machucava ainda mais por saber que isso jamais ia acontecer. E mesmo sem entender o porque, fui te deixando ir devagar, mas nunca me permiti te deixar.

Eu queria poder te contar que voltei a respirar, que meu coração voltou a pulsar, que mesmo que eu ainda chore, - porque isso sempre vai acontecer - eu encontrei um novo sentido em viver... mesmo sem entender.


28 de jun de 2017

Igual idosos...



Ah como foi bom sorrir ao te ver naquela cadeira de balanço, ver sua insegurança, sua instabilidade, suas emoções confundindo-se em meio a risos e palavras, seu olhar envergonhado e totalmente estagnado me olhando te admirar.

Foi lindo e mágico e diferente e surpreendente e infantil da minha parte, mas nunca imaginei que seria assim o nosso primeiro encontro, como dois idosos sentados no quintal conversando sobre inutilidades numa cadeira de balanço.

E por mais que eu queira que seja assim nosso futuro, não posso deixar de levar em conta que por você seriamos dois idosos um pro outro, pra cuidar, pra estar perto, pra amar mesmo com todas as nossas diferenças. Seríamos velhos ranzinzas e chatos e ciumentos e felizes com nossos filhos, lembrando das coisas engraçadas e contando aos nossos netos.

Ah, eu não me esqueço de como te olhava sentado naquela cadeira de balanço... como dois idosos no quintal olhando sem enxergar nada ao redor, mas vendo nosso futuro.


22 de jun de 2017

Amor I lov u...



Te encontrar num mundo onde há tantos desencontros foi como ser contemplada com meu porto seguro, foi como ter cada caquinho juntado, colado ou remendado com carinho e atenção e uma dose extra de ânimo.

Cada palavra, cada incentivo, cada coisa que passamos longe e juntos, perto dos olhos, mas distante o bastante para me fazer sentir cada vez mais ligada à você, me faz querer a cada dia mais te abraçar e sentir que nunca deixaremos de ser um.

Tem coisas na vida que são inexplicáveis, assim como te conhecer.
Não sei como e nem porque, mas aquele simples "eu gostei de você", foi pra mim o início de algo que nunca pensei que pudesse acontecer.
Hoje faz só um mês, parece mais que faz um ano, e eu me sinto segura, faço planos. Não nego em todo momento que te quero do meu lado e a distância é nosso tormento.
É como poder ir e saber que há um abraço me esperando quando voltar, é como dizer que depois que te conheci, aprendi o que é verdadeiramente amar.
Porque o amor de verdade só acontece quando a gente não espera por ele...
Só quem pode dizer eu te amo é quem já perdoou, quem já desculpou, quem já se machucou e superou, mas principalmente quem se permitiu mudar pra um sorrisinho do outro arrancar.
Não acredito no tipo de amor que nunca discute, que só releva, porque quanto mais se guarda essas coisas, mais se afasta.
É bom poder ligar e resolver, poder falar e entender, poder enxergar o ponto de vista e saber que só reconhecendo que não somos perfeitos, que suportamos do outro as falhas e defeitos, é que contudo podemos dizer: Te amo, do jeitinho que você é!