3 de jun de 2017

Princesinha...



Faz dez anos que você chegou e iluminou minha vida, me fez entender que eu precisava me manter firme pra te sustentar e te ensinar e te cuidar. E em cada um desses dias, não houve um em que eu quisesse me manter longe porque o seu amor me fortalece.

Lembro-me com emoção da sua primeira palavra: "Titia", olhando e sorrindo pra mim, com a boca e com os olhos que mais pareciam duas jabuticabas brilhantes querendo me enfeitiçar de amor. Sua mãe não gostou nada, mas não tenho culpa de ter a sobrinha e afilhada mais linda, amorosa e apegada que qualquer um podia ter.

Sinto falta de você desenhando seus caminhos, suas baleias, suas menininhas de xuxinha e cabelo arrepiado. Hoje seus desenhos tem estilo, tem verdade e tem a mesma paixão com que você desenhava suas flores e formigas.

Hoje você cresceu, tem ciúme de mim, tem apreço por mim e ninguém nega que tem em si um pedaço do meu eu. Lê suas histórias, lê seus livros e lê minha expressão como ninguém, sabe exatamente o que eu preciso e quando eu preciso... me traz seu abraço, seu beijo e seu cheiro cheio de doçura, carinho e simplicidade.

Nem todas as palavras do mundo podem descrever o amor que sinto por você minha eterna princesinha, nem todos os versos seriam o bastante para te descrever porque te descrever em versos é o mesmo que limitar sua preciosidade pra mim, tal qual se limitam as coisas, mas não meu amor que é infinitamente maior que o infinito.

Parabéns pelo seu dia, parabéns por ser quem é, obrigado por existir!


Nenhum comentário: